ESTUDOS BÍBLICOS

Wednesday, June 01, 2005

VAIDADE

por Juliano Henrique Delphino


“Palavras do pregador, filho de Davi, rei em Jerusalém. Vaidade de vaidades, diz o pregador; vaidade de vaidades, tudo é vaidade.Que proveito tem o homem, de todo o seu trabalho, com que se afadiga debaixo do sol?Uma geração vai-se, e outra geração vem, mas a terra permanece para sempre. (...) E apliquei o meu coração a inquirir e a investigar com sabedoria a respeito de tudo quanto se faz debaixo do céu; essa enfadonha ocupação deu Deus aos filhos dos homens para nela se exercitarem. Atentei para todas as obras que se faz debaixo do sol; e eis que tudo era vaidade e desejo vão. (...)E apliquei o coração a conhecer a sabedoria e a conhecer os desvarios e as loucuras; e vim a saber que também isso era desejo vão. Porque na muita sabedoria há muito enfado; e o que aumenta o conhecimento aumenta a tristeza.”
(Eclesiastes 1:1- 4,13-14,17-18)


Uma vaidade é algo que valorizamos tanto, como se fosse sublime, mas que ao mesmo tempo é tão efêmero que não deveria ser assim considerada. São ilusões, imagens, projeções, reflexos, coisas que são etéreas. Às vezes são tão lindas que possuem o condão de eternidade e de superioridade, mas são tão voláteis, que na mesma velocidade que surgem, desaparecem.

Uma vaidade é como o brilho de muitas estrelas. Pode-se ver a sua luz de noite, até se suspira observando-a, mas há milhões de anos não existe mais. Resta apenas a luz emitida que percorre o universo, como uma reminiscência do que já não é, pois ela não está mais lá.

Do dicionário Aurélio temos:
Vaidade. S.f 1. Qualidade do que é vão, ilusório, instável ou pouco duradouro.
Vão. Adj. 1. vazio, oco. 2. Sem valor, fútil, insignificante.

O que quer dizer é a vaidade das vaidades? A qual delas o Pregador se referia? Seria a principal de todas as vaidades existentes? Mas o que?

A vida humana!

Esse é o objeto; o tema; o cerne do livro de Eclesiastes.

Que angústia, que questionamento existencial! Qual é o sentido da vida?

Salomão buscou tanto na sabedoria (razão) como na loucura (prazeres) a resposta para essa pergunta e eis que não a encontrou. Durante todo o livro faz reflexões sobre aquilo que nós somos sem chegar a um denominador comum.
As mesmas indagações do pregador assolaram os homens durante a história e continua nos assolando.

Qual é a resposta?

A filosofia não a tem. O hedonismo também não.

Se não está em Deus, onde está?

“Diz o néscio no seu coração: Não há Deus. Os homens têm-se corrompido, fazem-se abomináveis em suas obras; não há quem faça o bem.” (Salmo 14:1)

Colocaria e minha fé no homem? O mesmo que fez duas Guerras Mundiais? Nos mortais está a minha esperança?

“De tudo o que se tem ouvido, o fim é: Teme a Deus...” (Eclesiastes 12:13a)

Vaidade de vaidades. Tudo é vaidade!

1 comment:

Fernanda said...

É muito legal quando a gente le eclesiastes depois de conhecer mais a fundo a vida de Davi, depois de seu filho Salomão, a promessa de Deus sobre a reconstruçõa do templo, enfim, este seria outro tema...
Mas o que quero dizer e que realmente, se pararmos pra pensar, tudo é vaidade, pois se é Deus "que da e deixa de dar" tudo que temos, pq nos preocuparmos com tantas coisas, acho que nossa unica preocupação seria com nossa vida com Deus, com nossos irmãos (a igreja), que deve ser a manifestação da Gloria de Deus na terra, e com a pregação da palavra...o resto e vaidade.
parabens Juliano...que Deus te abençoe!